dissoluta

O mundo é dos brutos

e não vim para conquistá-lo(s).

A brutalidade é velha surda,

que mastiga a dentes cegos

a realidade.

Em nada me interessam os personagens,

os que fantasiam egos

ou mal usam espadas.

 

Por ser nua de vaidade

me confundem,

e o tanto de poeira levam no peito

atrita a leitura das verdades:

erguem muralhas

enquanto me desconstruo.

Minha terra é outra,

não entrego o mapa:

 aportam nela

os puros na coragem.

4 Respostas para “dissoluta

  1. do velho papo de que água mole em pedra dura tanto bate até que fura, se a pedra se joga n’água afuuuuunda que é uma beleza…

    é que você é liquido-gasosa, lindona.

  2. Se a visão do outro é distorcida, o ponto é do outro. A questão é não deixarmos os outros nos distorcerem e nos levarem juntos pro fundo das suas ilusões; até pq muitas e muitas vezes isso é um enorme ato de covardia contra a beleza alheia.

    Bjs

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s