Do Ato de Entrelinhar – 3

Tempo Tempos Temos – Cris Ebecken

(*Oração ao Tempo – Caetano Veloso)

E cheguei ali, ou aqui, não importa onde, sem maquiagem nos olhos ou qualquer coisa nas mãos. A intenção era olhar nos olhos, e sentir fechando os olhos. Dança silenciosa que só comporta nos que vão com alma…

“Tambor de todos os rítmos” *

“No som do meu estribilho” *

O peito livre das velhas fantasias, o pensamento alheio às armadilhas, de forma que o mundo não compreenderia, mas o universo consentia. A beleza reina aquém e além dos olhos: bordado de sentimentos. Não há o que naufragar na vida, todos os náufragos são barcos fantasmas de escolhas mal feitas ou acovardadas. E o tempo incide seus raios na água tateando e abrindo. O som do fundo do mar é a mansidão em maré inundando no peito.

Um outro barco se aproxima, uma distância entre céus e mares tangível existindo-inexistindo…

“És um senhor tão bonito” *

“Compositor de destinos” *

Quem vem do lado de lá? O que quer quem vai do lado de cá?

Semelhanças e diferenças… todo barco tem sua história de águas, mas não as retém, não as é. Encontro: olhos de luneta. Não há sinais de pirata ou terra: há sinal de fumaça, acenar. Impossível saber ou nortear a recepção do lado de lá.

“Nas rimas do meu estilo” *

“Por seres tão inventivo” *

“Vou te fazer um pedido” *

Saber escutar o vento. Saber soletrar o próprio nome. Saber se fazer porto em alto mar, não temer a tempestade que carrega o outro. Deixar ser visto sem esconder a fragilidade. Reconhecer as imperfeições do lado de lá.

“Quando o tempo for propício” *

“Peço-te o prazer legítimo

e o movimento preciso” *

No alto da vista ergui uma bandeira rosa, mais sincera que tapete vermelho (que não teria). E sem espera ou expectativa deixei o peito cheio de mar entregue ao rítmo do sol…

“Fica guardado em sigilo” *

“Ainda assim acredito” *

“Num outro nível de vínculo” *

Barcos e seus tempos, embarcações e seus destinos escolhidos. Não há o que prever. Há apenas como se guiar pela intenção de um sentimento. Intuições bonitas…

“Tempo tempo tempo tempo” *

Tempo tempos temos.

2 Respostas para “Do Ato de Entrelinhar – 3

  1. Tempo, tempo, tempo… eis que há o tempo de cuidar da terra, de plantar, esperar o desabrochar do broto, e a hora da colheita.

    Também cá eu ando olhando e fazendo meu tributo a ele, pq ando querendo colher laranjas na laranjeira, e não fantasiar que era uma laranja chupando um limão…rs…

    Bj

    Danni

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s