6 anos em um minuto

Me olhou fundo o menino. Passando dois de seus dedos, um de cada mão, sobre as cordas de um violão, disse: - então cada um é uma música aqui, e se a gente tocar na mesma cordinha assim, ó, vai estar sempre junto? Um tanto por aí...

classificado emocional

PRECISA-SE de olhos limpos para aguar sem turvar / para conquistar sem anoitecer / para amar sem ciscos. PROCURA-SE poesia de lagoinha que amansa tanto expande / que se declare no que derrame / que se aprofunde no que irriga o mundo. ENCONTRA-SE sutil gesto tão doce quanto próximo / tão leve quanto íntimo / tão... Continuar Lendo →

da série: QUANDOS, QUANTOS TANTOS

  QUANDO se plastifica os escritos, descobre que os dedos permanecem empoeirando e as mãos calejando. *** O tanto que se desacretida do vazio, vira potencial QUANDO descobre tudo nele estar contido. *** QUANDO? Sei não... mas não mais duvido. *** Se um lado é autosuficientemente alegre, QUANDO conserta o outro que só aos pares enxerga?... Continuar Lendo →

L A V A N D Á R I O

Um dia um grande professor de terras longínquas te envia uma pintura: uma imagem sua, você, você mesmo, com pés de lavanda crescendo no lugar dos cabelos. Você ri um bocado. Em uma fração de segundos toda leveza e graça que te faltavam naquele momento te chegam de presente. E também chora um bocado. De... Continuar Lendo →

Blog no WordPress.com.

Acima ↑