Nunca, ou sempre, passos

Nunca se sabe
quantos passos se dará para frente e
quantos por temer se dará para traz,
se enrolará em voltas à esquerda
se distanciará por cegueiras à direita.

Nunca se sabe
quantos passos se tem a dar…
quantas pontes:
quando se é passagem,
quando se é passageiro.

Nunca se sabe…
mas passos são como flechas,
um caminho a percorrer,
um lugar a se chegar.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s