…pela estrada

Foi o tempo de canelas versos estradas

em que me ocupava a dizer, como quem quer,

mas não ousa pertencimento:

o amor está em toda parte.

Hoje, eu tola, ou olhando a tola de outro tempo, me pego boba:

Está?

Dissolveram-se as reticências,

libertos foram os calçados de fora da verdade estar.

O amor é toda parte.

E ponto.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: