Na sala do sentir

Quando era criança e passava por um momento emocionalmente complicado, o colégio era uma espécie de libertação. Naquele ano, lembro bem do nome dela, a tia Mônica, ousou uma manobra arriscada. Me tirou de onde sentava e me colocou, definitivamente sentada ao lado de um menino. As mesas eram duplas, e ele era alguém nada... Continuar Lendo →

Com os pés no chão 01

A gente não muda o outro. A gente muda a escolha de como lidar com o outro. A gente não diz como o outro deve caminhar. A gente escolhe com quem, como e até o onde caminhar.

De sobremesa e relação

Temos o péssimo hábito de esperarmos que nossas relações sejam um pavê de bombom. Queremos rápido descartarmos o ácido, o amargo, o cítrico... somos ávidos em desejarmos o outro ao nosso paladar, sem dificuldades. Mas fato é, o outro tem dificuldades, nós temos dificuldades, e tudo isso faz parte!  - Mas eu não gosto de... Continuar Lendo →

De esperança em terra

Dentro do amor,pra fora das bordas do ego, quando se é leal a si mesmo se é leal ao universo. Dentro do amor, quando se escolhe o sentido da verdade interna, se despoja os julgos e medos e se é livre à paz de estar honesto.

Blog no WordPress.com.

Acima ↑