Do dito popular – coisas da velha

A velha avó gostava muito de provérbios. Vez por outra desenferrujava um da manga para algum ensinamento. Lembro do olhar de lado, por entre as lentes de um óculos que encobriam uma cegueira de alguém que resiste vendo.

– Antes um pássaro na mão do que dois voando.

Lembro de me deixar perder pela imagem que eu criava na mente de um pássaro na mão e de dois voando. Imaginava gaiolas, vôos, ia por minha própria criação, e não entendia nada do que me era proposto como ensinamento. Estava certa a senhora.

O pássaro que pousa é o que se dispõe à troca. O ávaro a multiplicar posses é o indisposto à troca. Certo os pássaros que assim voam. Sábios os pássaros que sabem escolher a mão que pousam.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s