Cala por calo

A tal dessa verdade

( o tao dessa liberdade)

vem a galope, faz seu rasante.

Pobre desses inexatos

roncantes desses personagens

em suas não integridades desconcertantes,

feito crianças ásperas de poucas nuances,

não sabem o quanto a verdade se faz gritante.

Cala-te quando não sabe que a fala te é errante

que torna-te pequeno frente a verdade não propagada.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: