Lucidez

A dança incerta entre o sentir e os pés na terra, quem ensina como é?

Se diz, não acerta. Nem compasso,

nem métrica, de pulso sincopado. Que a dança trama

entre pernas o desejo e o manifestável

conforme cada par de passos improvisa

no tato o que consegue ousar.

Nãos e sins explodem big bans, entre umbigos,

se abrem universos possíveis, cardíacos.

Ar. É preciso ventilar os medos,

não fazê-los conselheiros, quando

dois corpos estão dispostos ao encaixe.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: