CONTOterapia – SOFIA

Sofia era pausa. Se resguardava do mundo a cada passo. A conta-gotas desbotava a palavra não expressa, o gesto não tentado, a vontade não ousada. Era sempre um risco a tentativa, o sucesso ou o fracasso, a aprovação ou o desagrado. Sofia vivia como música sem compasso, suspensa no ar das possibilidades, sem pauta, sem síncope, sem dominante, sem letra. Ninguém lembrava da menina, ninguém perguntava sobre seu dia. Sofia? Quem? Onde? Não se saberia.

Velada para a vida como um segredo, o problema era o espelho. Passava horas tentando se enxergar nele. Contorno, não via. Tonalidade, invisível. Menor que um mosquito. Mais desinteressante que uma poeira. Pouca coisa, só ganharia chacota.

– O que eu mereço? – se perguntava tentando achar os olhos

Silêncio era a resposta do espelho.

– O que eu posso?

Nada, o espelho não dava resposta, absorto em mutismo, reto feito lâmina fria. E era assim todo dia.

Não se sabe ao certo o processo do reverso no universo de Sofia. Tem quem diga: foi um surto. Tem quem conclua: terapia. Entre tantas especulações consideradas: amor, amizade, cansaço, desafeto. Mas fato é que Sofia quebrou o espelho, varreu todos os cacos, e em seu lugar pendurou uma tela. Nela pintou suas vontades, desenhou, redesenhou, transformou, até bordou, ela. Do nó em sua garganta, vomitou um grotesco “cale a boca”, do aperto em seu peito descosturou descasos, críticas, distâncias. E eis que a tela surpreendeu. A moça tinha cabelos enormes, coloridos, um olhar de brigadeiro e uma boca de morango. Todo seu corpo pulsava em rítmo com a voz aveludada.

– Você é estranhamente linda, Sofia, e pode ser como é. – a tela respondeu.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: