CONTOTERAPIA – Zé

Zé tinha a força do sol correndo nas veias. Movia-se indiscriminadamente como os ventos, sem freio. Vivia sempre a beira do incêndio. Na cabeça o fazer. Fazer fazer fazer. No ritmo do atropelo, como um vôo cego sem pausas, atravessava noites e dias, semanas, meses, anos, sem pouso em si. Sem pouso em si mesmo, enrijeceu sem perceber. Sistematicamente as idéias foram se tornando pedras, os sentimentos pesos, as relações labirintos. O coração embotou, a mente nublou . Tudo tão meticulosamente arrumado para evitar o contato. Tudo tão perfeitamente orquestrado para fugir da vida. Tudo bem camuflado de eu faço. Muralhas, sólidas muralhas.

Raios que o partam, sempre acontece na vida de um raio algo partir. Enfim, houve uma noite assombrosa na história de Zé. Trabalhando ininterruptamente como de hábito, um pequeno assovio próximo à janela furou a bolha de sua concentração. Espichando-se pelo parapeito, com certa raiva por ser atrapalhado, deparou-se com uma miúda passarinha de asa quebrada. A vida é muito exata quando move seus raios, a ferida ave quebrou as muralhas, aqueceu Zé. A pegou desajeitadamente, esqueceu completamente de suas seriedades, a olhava com minúcia de beleza. Não sabia não ser bruto com os dedos, queria cuidar a todo custo, e algumas bicadas e piados, debulhou em lágrimas o Zé. Desmanchou-se em si mesmo, desmanchou-se de si mesmo. Ficou nu com sua humanidade, seus não saberes, seus desafinos, se achou pequeno, muito menor que a passarinha, insuficiente. Tinha ela ali entre as mãos, o pulso desejando o cuidar, a mente conflitando mandando a colocar em árvore distante.

Há quanto tempo ele não sentia amor, assim, simples como é? Há quanto tempo Zé trancafiava a vida fora de sua própria vida? Quando foi que Zé abandonou a alegria de sentir e estar no contato do que sente? Seria a pequena ave de asa quebrada o estímulo que ele se permitiria para alçar vôo de volta a vida? Estava nas mãos de Zé curar-se.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: