Desvalores

De vidro, porcelana, plástico
o vazio frio do prato
com caldo ácido de palavra
ricocheteia na fome
de cesta básica do respeito.
Um feijão, dois feijões, três feijões
na pressão, no gatilho do garfo,
multiplicados no ronco do estômago,
subtraídos a conta-gotas
como caça níquel devorando a vida.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: