Azulare

Mar ao fundo, maré
liberta, transformada
da densidade do obscuro
à suavidade aberta
do horizonte limpo.

Água grande navega
farto céu de entrega,
alto vai quem se enxerga,
e se enxergando sabe
nem grande, nem pequeno,
médio ao exato
de beleza e imperfeições
inteiro
ao vôo profundo de encaixe.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: