ROSA

Brilha na tinta da retinao que preenche de graçaao abrir do caminho.Conspirações do sagrado,porta de casa para o sentido,rendado laço curativo,rosário.Os passos que me trouxeramem contas circularesda escuridão me desviaram;Chegam etéreas mãos dadasno acordo da coragem.Ver com o coraçãoé como ouvir de olhos fechados:mar ao inegável.

Anos depois

Ainda que covardementea beleza seja feridapela voragem impiedosaou rasurada por enganospodres de falsos reis,ainda que a ingenuidade sangreperante abusos e assédiosde benfeitores malditos,é direito que volteque se tome de voltaa luz graciosa que os sentidos coloree que é própria.

Boom

Botar a vida no tromboneo sopro, o grito, o suor, o risodescalar os vazios antes preenchidos arrítmicosfazer contato tato tato ato.Brotar na boca o sompara não passar a vida de tromba na sombra.Botar o pulso no chãopara cortejar o que faz sentido.

Blog no WordPress.com.

Acima ↑