Água de deitar

Corpo em corpo
é barco
imergindo, emergindo,
silhuetas, síncopes,
termal, molhado,
no poente translado
da embarcação deitada.

Mas…

Onde deságua
com afeto em brasa
torna todo em todo:
dissolutos corpos.
Imersões, emersões,
deleite alagado sem bordas.

Do corpo à alma.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: