Nunca, ou sempre, passos

Nunca se sabe quantos passos se dará para frente e quantos por temer se dará para traz, se enrolará em voltas à esquerda se distanciará por cegueiras à direita. Nunca se sabe quantos passos se tem a dar... quantas pontes: quando se é passagem, quando se é passageiro. Nunca se sabe... mas passos são como... Continuar Lendo →

Blog no WordPress.com.

Acima ↑